© 2017 por Ana Kucera

Mediador: o terceiro

 

Definir o conceito de mediador passa sempre pela palavra "terceiro" ao qual se liga o termo "imparcial". Mediador é um terceiro imparcial. Ok. Mas o que significa ser terceiro? Terceiro é aquele que vem logo após o segundo, muitos dirão. É realmente uma nomenclatura esquisita para o leigo mas acredito que os próprios mediadores a repetem sem pensar exatamente no que ela realmente significa. Provavelmente, entendem que ser terceiro é ser estranho à relação, é o outro... Mas isso não me convence. Então, preciso descobrir o seu significado.

 

Vou ao dicionário. Terceiro é medianeiro, intercessor. Opa! Parece mediador! Mas eu nunca ouvi falar nessa palavra. Então, eu me volto novamente a buscar o significado da palavra medianeiro. Um dicionário explica que medianeiro é o mensageiro ou aquele que está entre Deus e os homens, tipo Jesus. Não... Seria pretensioso demais...Continuo buscando em outros dicionários e descubro que medianeiro é o mesmo que... mediador! Voltei para o mesmo lugar. E que o dicionário nos diz sobre o mediador? Ele diz que é: 1. Aquele que intervém; 2. Árbitro. Árbitro? Eu li “árbitro”? Não admito! Sobre isso, tentaremos fazer uma recomendação de retificação dos significados para as próximas edições! Podem esperar!

 

Mas o dicionário não me explica o porquê da escolha da palavra terceiro. Então me volto para os dicionários de sinônimos, que me trazem algumas palavras como atravessador, intérprete, canal. Gostei.

 

Sobre o mediador ser um atravessador... Faz todo o sentido. Ele atravessa uma relação, se coloca no meio dela e o impacto dessa intervenção pode alterar todo o processo de interação entre as pessoas. É o terceiro como “um novo elemento” da relação. O canalizador da comunicação, intérprete dos interesses e das necessidades que se escondem nas posições. A partir do momento em que se percebe a presença desse elemento, desse terceiro, a relação se modifica, é uma outra relação. Não será mais a mesma. Mas, da mesma forma que o mediador atravessa a relação, ele é atravessado por ela. Sim. O mediador tem sentimentos, valores, preconceitos que precisa enfrentar nas relações, conflitos que intermedeia. Por isso que a palavra terceiro sempre me incomodou. Um terceiro parece alguém frio, distante, estranho, tudo o que não é e não pode ser um mediador. Por outro lado, o mediador precisa estar em constante vigia para que permaneça sempre imparcial, equidistante, para que não favoreça ninguém a despeito de suas próprias opiniões sobre o caso. Que tarefa difícil, acreditem! O mediador não é um terceiro, é mais um na relação, atravessador, intercessor, canalizador.

 

 

Compartilhar no Facebook
Please reload

Siga
Procure por  assuntos:
Please reload

  • Facebook Social Icon