MEDIAÇÃO - SOLUÇÃO Á VISTA

 Breve prefácio do Autor. Por Larissa Davidovich 

 

Conheci o Godoy numa sala de aula. Mais precisamente quando eu dava uma aula num curso de formação básica em Mediação de Conflitos. Inquieto, curioso e atento fazia perguntas e parecia encantado com o tema. A parti daí tive o privilégio de estar com ele em muitas outras ocasiões, eventos, congressos e aulas. Vi, que nascia ali um mediador quando ele me disse: "Professora, esse negócio de mediação funciona mesmo. É supimpa . Acho que é a solução pra quase tudo e eu acho que levo jeito pra isso" . E de fato, meu caro Godoy, vc me surpreendeu e me ensina diariamente uma grande lição: sempre é tempo de aprender. Sempre é tempo de (re)começar . O meu convidado do post de hoje se diz um eterno aprendiz no alto de seus 72 anos bem vividos, foi executivo da Vale por 32 anos , atuou em importantes e diferentes Diretorias , é advogado formado pela Faculdade Nacional de Direito, tem cursos de pós graduação , dentre outros, com um currículo extenso, recentemente descobriu os encantos dessa tal mediação !

E hoje , de forma leve e quase poética, nos presenteia com seus versos e suas reflexões sobre mediação e sobretudo com sua alegria- típica de um eterno  aprendiz. 

 

Mediação. Solução à vista . 

 

Ra​biscando essas linhas, admirando o mar aborrecido da varanda de minha casa, lembrei-me, com emoção, dos versos de um poeta lido na juventude - Olavo Bilac - que escreveu uma poesia intitulada O Trabalho!

Ocorreu-me então uma estrofe que dizia:"Tal como a chuva caída Fecunda a terra no estio Para fecundar a vida O trabalho se inventou!" De outro prisma, acudindo meus neurônios setentões, aflorou-me na mente um ditado jurídico, muito popular que faz a seguinte reflexão:"Mais vale um mau acordo do que uma boa demanda!"

E assim, parafraseando o poeta ouso dizer que para resolver os conflitos da vida surgiu a mediação! Sim, pois a solução privada dos problemas resolve-se, ou melhor, pode ser resolvida através desse instituto regulamentado em 2015, pela Lei n° 13140​e também pelo N​ovo Código de Processo Civil. E será essa uma boa e adequada alternativa privada para a solução dos conflitos?

Parece-me que sim, pois esse procedimento é mais expedito, mais barato, mais sigiloso e mais informal do que qualquer processo judicial, que, além de custos bem mais elevados, conta não só com o atraso burocrático do Judiciário, como também com os meandros protelatórios dos prazos e recursos jurídicos que encaminham as soluções para onde a vista não alcança!

Já na mediação, busca-se de pronto o entendimento entre as partes e pelas partes, isto apenas intermediado por um terceiro - o mediador - que executa à vera um princípio básico do direito privado traduzido pela efetiva vontade das partes, ou seja um verdadeiro ganha-ganha para todos os envolvidos! Assim é que na mediação, o mediador apenas mobiliza através de técnicas apropriadas o real interesse das partes na busca do entendimento entre elas, em um ajuste fino da emoção e da razão! A mediação bem feita e bem sucedida é saudável para o bolso e para o coração, pois problemas financeiros e emotivos poderão ser sanados de forma mais rápida, barata e menos sofrida​!​Assim, a solução do conflito chega por via mais veloz a um custo bem menor, e na realidade, na pior das hipóteses de seu insucesso, caso não se chegue a um entendimento entre as partes, pelo menos resolve, como diriam nossos avós: - "o que não tem remédio, remediado está". Isto porque a mediação não prejudica o direito das partes, caso elas optem pela solução interminável do Judiciário! Acredito portanto, que por suas características​ ​a mediação veio para ficar, mas para que seja efetivamente implantada e popularizada, ainda teremos que convencer e vencer a cultura jurídica do contencioso e ultrapassar a barreira burocrática arraigada no judiciá​rio. Certamente com advogados mais colaborativos e mais sensíveis aos problemas de seus clientes e contando-se com um Judiciário mais ajustado e eficiente, a mediação poderá vir a ser a solução privada eficaz para os conflitos da vida!

 

Luiz Antonio de Godoy Alves

Advogado e Mediador

Email: luizantoniogodoy@hotmail.com

Compartilhar no Facebook
Please reload

Siga
Procure por  assuntos:
Please reload

  • Facebook Social Icon

© 2017 por Ana Kucera