Samba, lágrimas e sorrisos

Nubimar Huber Batista Tinoco*


Reunião de equipe em preparação para uma nova sessão de mediação. Boa, não. Muito boas! A reunião e a equipe.


E aí nos voltam aquelas duas mulheres, sofridas, já calejadas, fortes e corajosas para encarar de frente, olhando a vida e a morte no fundo do olho.


Começaram esta jornada como sogra e nora, num conflito tão escalado que chegou às “vias de fato”.


Caminhamos, todos juntos, num passo leve, cuidadoso, mas firme. Ninguém fugiu da luta. Desconfio que nem saberiam como fugir ou dissimular. Verdades doídas, nuas, cruas. Mágoas. Tudo posto à mesa. Aos poucos, uma alegria aqui, outra acolá. Momentos de alívio na canseira do dia a dia. Uma criança as unindo! Duas, três, talvez quatro mais. Outras que deixaram de ser faz tempo.


Quando minha parceira de mediação propôs uma inversão de papéis, técnica que permite o reconhecimento do outro, visitando-o em seu lugar, o silêncio se fez presente. Momentos de reflexão. Elas toparam e fizeram com profundidade o exercício.


Na última sessão de mediação, depois de um intervalo um pouco longo em razão de novas perdas para todos (em plena pandemia de Covid-19), nos chegam as amigas. Se reencontraram em meio à dor e estão (re)construindo suas vidas, incluindo a relação entre elas. Muitos sorrisos, histórias novas de abraços, almoços e conversas. E, também, um retorno sobre a repercussão do nosso trabalho: aquele exercício foi o momento da virada de chave para ambas! Marcou, positivamente, a trajetória delas. Vão levar para vida o que experimentaram ali.


Todos nos emocionamos e, com lágrimas nos olhos, agradecemos a oportunidade de contribuir na construção de uma cultura de diálogo, solidariedade e cooperação através da mediação.


E o samba? O termo era - e ainda é - sinônimo de festa e uma das formas de se reafirmar laços de amizade e cooperação. Encerramos esta mediação no dia em que nasceu Jovelina Pérola Negra, cantora, compositora e grande dama do samba. Então, sugiro que ouçam “Sorriso aberto”, “pra nivelar a vida em alto astral”!


*Nubimar Huber Batista Tinoco - Advogada, Mediadora Judicial e Privada, com especialização em Mediação Familiar pelo IMAP – Instituto de Mediação e Arbitragem de Portugal. Mediadora Empresarial pelo CBMA – Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem.



Siga
  • Facebook Social Icon
Procure por  assuntos: